domingo, 27 de março de 2011

Grito Silencioso



Os pensamentos sobrevoam
espaços vazios
e pousam demoradamente
em seu olhar ávido
que, complacente
dos dizeres nunca ditos,
sela silenciosamente
nosso acordo tácito.


Os passos percorrem
labirintos de devaneios
e findam cansados
em uma utópica gruta
de onde nada mais se escuta
que o próprio silêncio a gritar...




Um comentário:

  1. Oi Lú,agora sou sua seguidora!!!!
    Beijos,
    Néia.

    ResponderExcluir