terça-feira, 24 de abril de 2012

Sobre eternidade



Somos uma sucessão de vírgulas à espera do ponto final.
Há que se crer, ainda que de forma relutante,
que seremos reticências...



segunda-feira, 16 de abril de 2012

Roda Aberta




Porque nunca
me conformei
com a mornidão
das águas
e com a insipidez
dos temperos
que me visto de purpurina.

Porque nunca
compactuei
com mãos atadas e
mentes cerradas
que abro a roda,
estendo a mão
e abarco olhares aflitos.

Porque a roda sempre pede mais um.



sábado, 14 de abril de 2012

Sobre contradições




A vida é um emaranhado de contradições. 
Muitas vezes aquilo que a princípio nos atrai, 
com o tempo é justamente o que mais nos provoca aversão. 




segunda-feira, 9 de abril de 2012

Alma Desnuda




Vem,
deita tuas dores 
em minhas curvas 
delineadas de ardor.

Repousa teu destino 
em meu refúgio de
horas contadas.

Sacia tua volúpia
em minha língua
de acrobacias loucas.

Vem,
derrama tuas lágrimas 
em meu cálice de
esperanças renascidas.

Descansa
tuas noites mal dormidas
em meu abrigo secreto
de desvarios.

Vem,
 e aconchega teu corpo nu
nos braços dos meus olhos garços,
que rentes à tua pele,
desnudarão toda tua alma...